Domingo

Pode parecer estranho, mas sou uma pessoa que gosta de calor.

Mas não pense que falo daquele calor de ônibus lotado na praça Ramos com o termômetro em 32 graus, todas as janelas trancadas e o máximo de pessoas em pé se espremendo dentro, tentando com o seu máximo imaginar o fim daquilo tudo.

Gosto do calor de bate-papo furado com amigos, de cervejas geladas dentro de um tanque de lavar roupas transbordando de gelo e água. Daquele calor de fazer uma jarra de caipirinha sem culpa ou mesmo mentir pro seu chefe pra ir à praia.

Já que estamos passando por um calor desses hoje em São Paulo em um domingo com sol, risadas durante toda a tarde, um cochilo e uma chuva demais de boa no final na noite, vou mostrar o que fiz aqui em casa para o jantar. Algo bem leve, mas picante, que vai te deixar pronto pra sem-graça, chata e pentelhenta segunda-feira.

A receita é crua, não tem nada cozido, bem porque eu que não ia ficar esquentando a barriga na beira do fogão nessa altura do campeonato. Os ingredientes são frescos, ricos em sabor e personalidade e tudo é preparado pra se comer com as mãos, sem camisa e sentado na frente do ventilador.

Brusquetas de tomates, cebola roxa e hortelã

Ingredientes:

– 1 cebola roxa pequena

– 1 tomate italiano bem maduro

– 2 dentes de alho

– folhas de hortelã a gosto

– Sal a gosto

– Pimenta do reino moída na hora a gosto

– Azeite de oliva extra-virgem a gosto

Modo de preparo:

Comece picando os dentes de alho em pedaços que você possa morder e realmente sentir a textura. Nada de pasta, se não perde a graça. Corte então a cebola roxa em fatias finas e os tomates em fatias grosseiras, pra que ofereçam alguma resistência na hora de morder.

Cebola, tomate e alho

Cebola, tomate e alho

Em um pilão – caso não tenha, por favor, faça um favor a sí mesmo e compre um  – coloque os dentes de alho e cerca de duas colheres de sopa de azeite. Macere levemente não com a idéia de triturar o alho, mas sim de fazer com que os óleos do alho passem para o azeite. Deixe então descansar  por alguns minutos.

Tirando o gosto

Tirando o gosto

Depois disso tudo é um passeio: Em uma fatia de pão italiano daquelas de fazer inveja mande uma bela quantidade de azeite e só uma lembrança de pimenta do reino moída na hora. Eu por preferência e criação portuguesa, só uso azeite da terrinha, mas acredito que aqui um azeite grego ou turco não faria feio.

A base é essa

A base é essa

Em seguida leve a fatia de pão ao forno pra dar uma tostada e conseguir aquela cor bonita e a textura bem crocante. Saindo do forno espalhe o alho macerado, arrume as fatias de tomate por cima , a cebola solta em pequenos julietes e por fim as folhas de hortelã.

Tcham-Tcham!

Regue tudo com mais azeite e nada mais. Tenha já pronta uma cerveja muito gelada perto de você porque o gosto vai ser forte, mas muito refrescante por causa da hortelã.

Depois só desmaiando.

3 Comentários »

  1. Gato, muito refrescante e saborosa mesmo mas,
    quando colocou o alho macerado com azeite?
    Beijinhos lusos,

    Comment by Anamaria — 5 de julho de 2010 @ 17:40
  2. Olá Ana, tudo certo?

    O alho deve ser colocado depois que o pão sai do forno, aproveitando o calor pra ativar todo o seu sabor. Mas tome cuidado com a quantidade de alho! Se você tiver namorado, aconselho essa receita só quando você estiver sozinha.

    Beijos.

    Comment by Gustavo — 5 de julho de 2010 @ 18:18
  3. Uhn adoro cebola roxa, adorei!bjs

    Comment by Ariane — 23 de março de 2011 @ 18:21

Feed RSS dos comentários deste post TrackBack URI

Deixe um comentário

chefaporter.com.br | powered by WordPress with Grace Comunicação