Coco

Ta aí uma coisa que é ótima pra comer no verão, seja a sua água ou a polpa. Coco.

Andando outro dia na feira ví uma senhora ralando uma grande quantidade, bem branco e fresquinho e ao redor dela se amontoavam meninos que beliscavam aquela montanha de flocos e enchiam a boca com uma nuvem de gostos e suspiros.

Eu particularmente adoro coco, seja ela em pratos doces ou salgados. Só confesso que não sou muito fã da água. O motivo do meu desdém é um tanto quanto bobo eu confesso, mas não consigo achar que parece água com sabão. Mas deixemos de lado a minha análise injusta e tratemos de saber o que o coco é. Apesar de ser tão constante em nosso país, o coco é uma fruta original da Índia e seu valor nutritivo varia de acordo com o seu grau de maturação. Apresenta de uma forma geral um alto grau de sais minerais (potássio, fósforo, cloro e sódio) e fibras, tão importantes para a função intestinal, além de ser altamente recomendado para o tratamento da arteriosclerose, para o sistema nervoso, cérebro e pulmões. É uma ótima sobremesa para os diabéticos, pois possui quase nenhum açúcar.

A já citada água de coco, preferência nacional e desgostada por mim, é empregada como diurético por ser rica em sais de potássio e também indicada no tratamento de diarréia, vômitos e até mesmo desidratação. Pode ser usada também em casos de câimbras, problemas cardíacos, pressão alta, dores de cabeça e mal-estar. Ajuda também no combate ao colesterol e pasmem, no crescimento e desenvolvimento infantil.

Já a ingestão do coco maduro é contra indicado a pessoas que tenham problemas cardíacos e que possuam uma taxa de colesterol elevada no sangue. O motivo disso é a alta concentração de gordura que existe na polpa.

Além de todos esses detalhes que você já deveria saber, existe uma forma correta de se escolher um coco. Sim! Para saber se ele está no ponto basta bater nele com uma moeda em sua casca. Se o coco estiver fresco, o barulho emitido será estridente. Já um som oco garante um coco que foi pra cucuia e não está mais entre nós.

Sou louco por uma tapioca transbordando de coco e leite condensado ou com couz-couz de fubá com coco ralado, leite de coco e açúcar. Uma sacada bacana é também fazer cubos de águas de coco e servir com vodca ou whisky. O único jeito que eu bebo é assim.

Coco fresco ralado

Dicas,Ingredientes — Tags:, , , , — Gustavo @ 16 de dezembro de 2008
chefaporter.com.br | powered by WordPress with Grace Comunicação